Reciclar e Reutilizar está na moda

Moda amiga do ambiente. Reciclar e reutilizar é o mote. Estilo reciclado e marcas verdes.

Combater o desperdício e a poluição provocada pela indústria da moda é um dos objetivos do estilista que Sebastiaan de Neubourg que produz óculos de sol impressos em 3D. São feitos de plástico que foi parar ao lixo. “Os desperdícios, na minha opinião, são uma falha do design. Acredito que na economia futura não haverá desperdício assim como nos futuros produtos que utilizaremos. Com estes óculos de sol, quero demonstrar que a moda pode ser sustentável, mas para além da sustentabilidade a moda pode ser bonita e acessível por si só”.

Por exemplo, há quem aposte em  calças de ganga feitas de calças de ganga recicladas. Vai a lojas de segunda mão para recolher jeans usados e utilizar o algodão. Gere uma marca que produz localmente na Europa, reduzindo o transporte e a pegada de carbono. “É aqui que colhemos o nosso algodão. Em vez de utilizar algodão novo que cresce num campo e que precisa de muita água para crescer, usamos um algodão que já existe. Estas peças são trituradas e voltam a ser fibras que usaremos para os fios. Os botões são removíveis. É possível substituí-los. Isto dá-nos a possibilidade de reutilizar o botão de umas calças de ganga em fim de vida.”

A indústria da moda é responsável por 10% das emissões globais de carbono, mas algumas marcas acreditam que ainda é possível mudar.

Reaproveitamento de tecidos, reciclagem de sapatos e compartilhamento de roupas são tendências para moda mais sustentável

O foco não é necessariamente transformar os restos de tecido em roupa: às vezes, viram acessórios ou objetos de decoração. “O que me interessa é pegar a matéria-prima, levar para alunos, projetos sociais ou cooperativas de costura e desenvolver produtos com essas pessoas. Se no final o produto vai ser um vaso, colar ou roupa, tanto faz. A relação com moda acaba sendo mais uma consequência, não temos que estar conectados com o tempo da moda”, salienta.

 

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *